A Campanha Sorriso Aberto, que ocorre todos os anos em Brasília com a realização da Feijoada Solidária, obteve como resultado mais de R$ 10 mil na última edição, em outubro. Na quinta-feira (16), membros da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem do Distrito Federal (CDL Jovem DF), que organiza a campanha, foram até a Creche Alecrim, instituição escolhida para receber a doação, localizada na Estrutural. O montante será destinado ao pagamento dos próximos seis meses de aluguel.


A entrega ainda contou com uma festa para as crianças, com direito a maquiagens no rosto e máquina de algodão-doce. Para o presidente da entidade, Raphael Paganini, foi um momento de grande realização. “Já fizemos outras doações e parcerias com a Creche Alecrim, e percebemos a diferença que esses gestos fazem na vida de cada criança acolhida, muitas delas que vivem em situação de risco fora da instituição”, explicou.


“É papel dos empresários cuidar do futuro da cidade por meio de ações sociais que beneficiem as populações mais vulneráveis”, afirmou o presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães Pinto, também presente ao evento.


A Creche Alecrim atende crianças da Estrutural, do início da manhã até o fim da tarde, oferecendo todas as refeições, do café da manhã ao jantar. Como não há convênio governamental, a instituição vive de doações. A responsável pela creche, Maria de Jesus Pereira, comemorou. “O aluguel é nosso maior gasto, e é algo de que não podemos abrir mão para manter o funcionamento da instituição e a segurança das crianças. A ajuda de parceiros é fundamental, e já consideramos a CDL Jovem como parte da família Alecrim”, afirmou.


A 19.ª edição da Feijoada Solidária ocorreu no dia 8 de outubro, no Dúnia City Hall, Lago Sul, e contou com a parceria do renomado chef Dudu Camargo, bem como dos músicos das bandas Camafeu, Surf Sessions e Adriana Samartini, e dos patrocinadores: Rise Planejamento, Puket, Tip Top e Dúnia City Hall.


A campanha Criança Sorriso Aberto já distribuiu mais de 100 mil brinquedos para crianças e adolescentes carentes do DF, além de beneficiar lares e instituições por meio de reformas, pagamento de aluguéis e doações de alimentos. Foram mais de R$ 180 mil arrecadados e revertidos por meio da campanha.