Na noite desta terça (10), senadores aprovaram duas matérias que impactam diretamente o varejo nacional. A primeira foi o PLC 76/2018, com 59 votos favoráveis e nenhum contrário, que permite a readmissão dos microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte, excluídos do regime especial em 1.º de janeiro por dívidas tributárias.

O Dia dos Namorados, celebrado no dia 12 de junho, deve levar 62% dos brasileiros às compras. Com base em uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais, estima-se que 93,5 milhões de brasileiros vão presentear alguém nessa data, o que deve injetar R$ 15,6 bilhões na economia. A greve dos caminhoneiros, no entanto, ainda pode afetar as vendas neste ano em várias cidades, inclusive Brasília.

Desde abril, a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem do Distrito Federal tem sido fonte da imprensa local e nacional para divulgar o Dia da Liberdade de Impostos, realizado em todo o País na última quinta-feira (24). A campanha questiona a alta carga tributária brasileira nos preços dos produtos e existe há 10 anos. Confira os principais destaques da mídia, em veículos como Estadão, Veja, Folha, Correio Braziliense e Metrópoles:

Na última quinta-feira (24), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Jovem promoveu o Dia da Liberdade de Impostos (DLI). Ao todo, 15 Estados e o Distrito Federal participaram da campanha em que empresários de diversos ramos venderam produtos sem os valores referentes aos tributos que incidem sobre eles. Na capital do País, o DLI movimentou o varejo de forma significativa.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Jovem promove no dia 24, em 17 Estados, a 10.ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI). A ação busca chamar a atenção sobre a alta carga tributária brasileira, especialmente se comparada à qualidade dos serviços públicos oferecidos. No Distrito Federal, três postos da rede Jarjour vão vender gasolina a R$ 2,98 o litro – 36% mais barata do que o atual valor de R$ 4,61. O porcentual corresponde à quantidade de tributos incididos sobre o combustível.