A maioria das vendas de varejo continua sendo feita no mundo físico e até ícones do e-commerce passaram a abrir empreendimentos físicos como parte de sua estratégia de crescimento. As pessoas cada vez mais pesquisam on-line, mas a maioria ainda prefere tocar os produtos na hora de comprar. Isso não significa que as lojas poderão permanecer como eram; na verdade, devem mudar bastante. A internet deu um novo conceito para comodidade e conveniência na hora da compra. As lojas físicas devem oferecer a mesma facilidade, aliando ingredientes possíveis apenas no mundo real.

O Brasil registrou a abertura de 2,5 milhões de novas empresas em 2018, segundo a Serasa Experian. Mas o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), autarquia responsável por certificar o registro de marcas, contabilizou cerca de 204,4 mil pedidos de registro, ou seja, apenas 8,18% das novas empresas registraram suas marcas. Por que o registro de marca ainda não é uma prática tão comum entre os empresários brasileiros?

Branco será cor preferida de 37% dos entrevistados; parte dos brasileiros fará simpatias para entrar em 2020 com mais dinheiro. Gasto médio com comemoração deve ser de R$ 322; 28% vão festejar virada do ano em casa

Pesquisa mostra protagonismo crescente dos programas no e-commerce brasileiro e poder de conversão maior dos apps

O ato de se auto presentear cresceu para 65% em comparação com ano passado e deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia. Na hora de presentear os filhos, metade dos pais admite que crianças influenciam na decisão de escolha dos presentes

Subcategorias