05 de outubro foi celebrado o Dia da Micro e Pequena Empresa. É um dia para lembrar a importância do setor e da criação e manutenção de políticas públicas que fomentem o seu desenvolvimento. Somos uma das bases da economia, representamos mais de 99% dos negócios ativos no país e geramos 52% dos empregos com carteira assinada.

Vivenciamos uma fase desafiadora, mas temos razões para festejar. As MPEs foram as primeiras a sofrer os impactos da crise gerada pela pandemia, mas também foram as primeiras a se recuperar e a impulsionar a retomada dos empregos. No primeiro semestre deste ano, o número de abertura de pequenas empresas bateu recorde.

A pandemia veio para corroborar a necessidade de dar mais voz e atenção às micro e pequenas empresas, que recolhem mais de R$600 bilhões em tributos. O brasileiro é um povo naturalmente empreendedor e esforçado, mas o ambiente é pouco favorável para quem quer ter o seu próprio negócio.

Mesmo diante de tantas adversidades, como a pandemia e um sistema tributário falho, resistimos a cada dia. Para garantirmos um ambiente de negócios que incentive o setor, precisamos seguir juntos. A luta continua.

Wagner Silveira Jr.
Presidente da CDL-DF