O presidente Jair Bolsonaro encaminhou na última terça-feira (6) ao Congresso Nacional projeto de lei para flexibilizar as regras da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 e permitir a execução de programas que tenham duração específica no ano corrente. Com a aprovação do projeto, o governo poderá retomar medidas econômicas de enfrentamento à pandemia, como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que oferece acesso a crédito, e o Programa de Manutenção de Empregos (BEm), que permite a redução temporária de salário e de jornada ou suspensão de contratos.

O “amigo-chocolate”, brincadeira realizada no período da Páscoa, é uma forma econômica para se comemorar a data. Os participantes trocam ovos ou barras de chocolate, semelhante ao amigo secreto, muito utilizado no Natal. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, 24% dos consumidores que vão presentear na Páscoa pretendem participar da brincadeira este ano.

Milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social começam a receber, na próxima terça-feira (6), a primeira das quatro parcelas do novo auxílio emergencial. O governo federal prevê conceder o benefício a cerca de 45,6 milhões de pessoas, este ano. Os recursos serão depositados nas contas digitais que abertas pela Caixa para os beneficiários no ano passado.

O presidente Jair Bolsonaro assinou na última segunda-feira (29) uma medida provisória (MP) com o objetivo de modernizar e desburocratizar o ambiente de negócios no Brasil, melhorando a posição do país no ranking Doing Business, do Banco Mundial. O documento traz mudanças legislativas para a simplificação de abertura de empresas, a proteção aos investidores minoritários, a facilitação no comércio exterior de bens e serviços e a liberação de construções de baixo risco, entre outros.

O Comitê Gestor do Simples Nacional prorrogou pelo prazo de 90 dias o vencimento dos pagamentos dos tributos devidos no âmbito do Simples Nacional dos meses de abril, maio e junho de 2021. A deliberação foi publicada no Diário Oficial da União da última quinta-feira (25) e divulgada em primeira mão pelo Assessor Especial no Ministério da Economia, Guilherme Afif Domingos, em sua página no Instagram.

Subcategorias