Na atualidade, as redes sociais são consideradas como um dos meios mais baratos de mídia paga. Por meio da segmentação que nelas podem ser feitas, o seu anúncio acaba atingindo somente - ou em grande parte - seu público alvo, diferente de outras mídias como TV e rádio, onde é mais difícil segmentar detalhadamente a mensagem para que atinja o público desejado.

 

Pensando nisso, resolvi escrever sobre algumas funcionalidades das mídias sociais dentro das micro e pequenas empresas. São elas:

 

A Méliuz, empresa responsável por um programa que faz devoluções em dinheiro de um porcentual do valor de cada compra, iniciou parcerias com lojas físicas e pretende atingir 10.000 estabelecimentos até o fim do ano.

A empresa já atuava com lojas online desde 2011 e inaugurou na última semana as operações no Rio de Janeiro, com cerca de 200 parceiros na cidade. A companhia já atua em lojas físicas em Belo Horizonte e São Paulo, e pretende chegar a Porto Alegre e Brasília neste mês.

Os 37 integrantes da comissão especial da reforma da Previdência na Câmara votarão na terça-feira, dia 9, os 11 destaques que podem modificar o texto principal do projeto apresentado pelo relator Arthur Oliveira Maia (PPS-BA).

 

O presidente da comissão, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), classificou a invasão dos agentes penitenciários na sessão de quarta-feira, 3, que acabou encerrando os debates, como uma “interrupção indevida” e afirmou que os deputados não podem ser “coagidos” por categorias. “Parlamentar não pode ter temor. Se tiver, está na atividade errada”, afirmou.

Nos últimos tempos, tenho percebido que as pessoas não querem apenas saber sobre o marketing digital em si, mas como trabalhamos aqui na nossa startup. Mais do que aprender sobre leads, infoprodutos, e-mail marketing e funil de vendas, muitas pessoas querem entender como é trabalhar com marketing digital. E nada melhor que comentar alguns fatores importantes sobre trabalhar neste segmento.

 

Os varejistas que buscam conquistar a carteira e a fidelidade à marca da próxima geração de consumidores – a Geração Z – precisarão intensificar seu foco em novas formas de engajamento. De acordo com a nova pesquisa da Accenture, este grupo está à procura de ferramentas digitais avançadas, tais como a capacidade de comprar diretamente por meio de plataformas sociais visuais, incluindo YouTube, Facebook, Instagram e Snapchat.


As mídias sociais estão se tornando um importante canal de compras diretas para a Geração Z, com 69% interessados em comprar diretamente via mídia social.  Além disso, 44% citam as mídias sociais como uma fonte popular de inspiração de produtos e 37% aumentaram o uso de mídias sociais para a tomada de decisões de compra no último ano.

Subcategorias